14 de setembro de 2016

Níveis de affordance em interfaces customizáveis de baixa complexidade

Resumo: Cada vez mais, produtos se tornam únicos nas mãos de seus usuários. A customização se faz presente em diversas formas, seja em serviço, em produtos tangíveis e digitais, assim como em diversas possibilidades, integrando uma cadeia produtiva, uma personalização de interface ou em meios de customização em massa. Nesse contexto, o presente artigo visa apresentar os níveis de affordance percebidos em interfaces destinadas a customização. Para tal, a pesquisa parte de uma fundamentação sobre as características de customização e níveis de affordance para, em seguida, apresentar uma abordagem metodológica exploratória, aplicada e prospectiva em que adotou-se a ferramenta de focus group a fim de chegar aos objetivos propostos neste estudo. Dois produtos customizáveis da marca Imaginarium de Florianópolis, SC, foram analisados sob quatro níveis de affordance e sob as três funções de design definidas por Norman (2008). Os resultados indicaram que as affordances são mais perceptíveis no eixo comportamental, pela sua relação de existência e uso.

Palavras-chave: customização; affordance; interface; baixa complexidade; focus group.

Autores:
Diego Piovesan Medeiros
Berenice Santos Gonçalves
Marília Matos Gonçalves

Comentários 0

Deixe o seu comentário!